quinta-feira, 13 de março de 2014

P.134 - Dia de decisões do Bando, em 12.3.2014

O dia do Bando começou mal. Não para todos, bem entendido, mas aqui para o secretário-escrivão. Pois é, não se admirem os e as camaradas e outros leitores - e leitoras - mas devido à crise orçamental, aprovada exclusivamente pela oligarquia Presidencial de J.Teix.45, acabou-se o posto de secretário General.
Mais à frente, no registo das actas, o assunto será exarado.
E o dia começou mal porque o encontro do agora secretário-escrivão marcado com o Fernando Súcio, derivado ao sono e ao despertador que não ficou ligado, só aconteceu quási uma hora depois da marcada.
Como o Fernando precisava de vir tratar uns assuntos ao Porto, fez-nos o convite para almoçarmos na Tabanca de Matosinhos e dar um abraço de saudade à rapaziada.
Ainda a tempo de ver rapaziada chegar e ficamos admirados pela enorme Companhia que apresentou armas.
Pensava encontrar o amigo Álvaro Basto e o senhor seu Pai acabado de fazer 91 anos. Este não está de boa saúde e o Álvaro está a convalescer. Um abraço para ambos.
Ficamos a saber que na Tabanca de Matosinhos dois canais de TV foram fazer reportagens na sala de estar do Milho Rei.
Enquanto mexermos, é sempre a andar.
Se algum camarada tiver a gentileza de nos informar os canais e os horários da passagem da reportagem, lá estaremos em frente ao ecran.
Seguimos então para a nossa sede no Café Progresso, onde o Presidente e o Armando já nos esperavam. O registo da praxe com o Admor, Súcio, Peixoto, Armando, Sr. Presidente Teixeira, Silva, Quintino e o ainda naquela altura Secretário-General Portojo
Hora de arrancar cedinho para a Sede número dois, pois o Súcio tinha de encher o depósito que o levaria através da A4 lá para Vila Real. E o Zé Catió já lá nos esperava
De passagem pelos Leões, uma olhadela ao Pôr-do-Sol
Voltamos à tradicional ementa do Frango... 
...com Bacalhau.
Os frangos já foram e chega o dito cujo.
Acabados os petiscos, tomados os remédios para o colesterol e para o fígado, tratamos da acta.
Resumindo, o Presidente conseguiu fazer aprovar o orçamento suplementar e conforme mandam os livros, corta-se pelo elo mais fraco, isto é, com o posto de secretário-General.
Nomeia-se um secretário-técnico-efectivo, o Jorge Peixoto, com regalias inerentes a Secretário-general, e atribui-se um lugar de secretário-escrivão ao escravo bacano.
O Presidente finge que está tudo bem e até quis brindar especialmente o novo secretário-escrivão pelo lugar conquistado. A alegria de ambos é bem patente.
A alegria do Presidente demonstrada nas suas atitudes muito in-moda.
Estes pormenores não foram registado em acta, mas para a acta o novo Secretário-técnico definiu situações:
Dia do Sável. A atacar rápidamente e em força, no Vigário da Aboinha.
Confirmar inscrições, já. Registem-se 9 confirmadas.
O secretário-escrivão bacano que trate de tudo imediatamente.
Com a luz que nos alumia, terminamos o dia, quási 23 h. E encerrou-se a acta.
Para que conste:
1. O bacano secretário-escrivão já contactou com o Vigário.
2. Dia e hora do ataque, Quarta-feira, 19 de Março, 13 horas.
3. O preço oscilará entre os 20 e 25 euros, dependendo dos atacantes milicianos, incluindo as entradas, sobremesas (deve ser queijo-batata normal com bolachas e marmelada, uma especialidade da casa), pomadas muitas e os tais remédios finais.
1. a) Devem os voluntários dirigirem-se por escrito ou telefonicamente para os locais habituais. 
2. b) Data limite das inscrições: Domingo, 16 de Março, até às 18 horas.
3. c) Dê-se conhecimento às chefias

3 comentários:

  1. Isto vai de mal a pior... cuidado com as conspirações!
    Isto de pôr e dispor de nomeações à balda, quando devia ser à Bandalheira e pior ainda sem o aval presidencial, dá a ideia de uma rebelião/conspiração/conspirativa, contra os poderes instalados.
    Acho muito bem a nomeação do Secretário Técnico, já agora com o posto de Ten-General, já não acho a alteração do Secretário General, para Escrivão, quando toda a gente sabe que o General é o Escrivão-Mor da corte, digo da república... Isto é a minha opinião que tem o valor que tem, ou seja, está determinado.
    Por isso aqui ficam as respectivas rectificações, que foram votadas por unanimidade, ou seja por mim mesmo, que determino e mando publicar.
    Quem não estiver de acordo paga o sável.
    Um abraço
    cumprim/jteix

    ResponderEliminar
  2. TENS UMA MANEIRA SUIS GENERIS E AGRADÁVEL DE COMENTARES/DOCUMENTARES ESTES FAIT DIVERS...OBRIGADO
    Anónimo José Casimiro Carvalho, mais conhecido pelo Bota-a-Baixo

    ResponderEliminar