sexta-feira, 14 de abril de 2017

P.208 - Homenagem ao Jorge Portojo no dia do Bando


Intróito...
Depois de várias tentativas para que alguém assumisse a responsabilidade da feitura das actas, ninguém o quis fazer, já que substituir o Portojo, não é fácil, dado o seu cariz e empenho com que ele o fazia, aliado à sua maneira muito própria, que era só dele. A responsabilidade é grande, no entanto alguém tem que continuar, quanto mais não seja em sua honra.
Está-se mesmo a ver, não aparecendo mais ninguém... Vou tentar não defraudar as expectativas da Bandalheira, mas fica em aberto o lugar. Não remunerado. Disse... jt

********************************************************************************


Coincidentemente ou não, "ele" o saberá, hoje foi a missa do 7º dia e também o "Dia do Bando", coincidências...
Então ficou combinado abdicarmos hoje de qualquer evento e reunirmos na "nossa" sede, o Café Progresso.



E assim foi...
Os Bandalhos começaram a chegar, até o Bateira, que é coisa rara...




...e muitos mais, cada vez mais!




O Zé Ferreira já tirava apontamentos...




...e pensava o que fazer com eles, ou escutava o seu advogado?





Chegou a hora de ir a caminho de Rio Tinto, para assistir à missa.
Ainda deu para gozarem com a maquineta do Presidente. Ainda eles não sabiam que ela lhe saiu num pacote da Farinha Amparo.




Né... Chico das enguias?... mas a gente sabe!...





Á hora certa, na Igreja para assistir ao serviço religioso, como seria de nossa obrigação, em honra dum camarada que nos merece toda a consideração.




Dando continuidade à Assembleia Geral, resolveu-se pôr os pés debaixo da mesa e discutir os problemas dos e desta Bandalheira.





O Ricardo Figueiredo disse umas palavras (vejam a atenção deles!!!) de conforto...





...o Zé Ferreira levantou-se...




...e todos fizemos um brinde à memória do Portojo.







Há quem só pense em tirar o máximo rendimento do combustível, a foto para memória futura... não interessa nada!...




- "O que é que se há-de fazer", diz ele?...





Depois de se "cumer e buber", há que fazer as contas, da responsabilidade do Secretário Tesoureiro!...
O saco azul é que só fez figura de... bandalho!...
Fim do dia... à noite!...

********************************************************************************
********************************************************************************
O Zé Ferreira quando estava a tirar os tais apontamentos, eram para um suplemento ou complemento à acta, "rascunho de apoio a uma acta", disse ele. Pela primeira vez alguém o fez.
Aqui vai ela na integra...
Merecia um post separado?... merecia... mas...

                                         ***
12 de Abril de 2017 – Memorável Dia do Bando!
Hoje, pelas 16 horas, sob a Presidência vitalícia do nosso Grande Líder, reuniu no na sua sede o Bando do Café Progresso. Presentes vários sócios fundadores e outros ilustres aderentes.

A sessão teve início com a manifestação de pesar pela ausência do Jorge Portojo, seguindo-se alguns comentários de incentivo à obrigatoriedade da continuidade do grupo.




Dali seguimos para a Igreja de Rio Tinto, onde se juntaram dezenas de ex-combatentes amigos, para a celebração da missa de 7º Dia, do nosso Secretário General.
No final, resolveu-se dar continuidade à Assembleia Geral no Restaurante “Cozinha do Cruzeiro”.





Perante os saudosos brindes, em honra do nosso Secretário General, o Ricardo Figueiredo teve uma intervenção moralizadora, no sentido de ultrapassarmos o actual momento de tristeza e avançarmos para a agradável normalidade que nos tem norteado.




Nesta assembleia foram apresentadas algumas propostas que, sem grande debate, tiveram as seguintes decisões:
- Votos de louvor aos Bandalhos Manuel Guimarães e Ricardo Figueiredo, pelo inexcedível apoio ao nosso camarada Jorge Portojo, nesta fase terminal;    
- Manifestar a nossa simpatia e gratidão ao Bandalho Gil, pela solidariedade demonstrada no encerramento pontual da Tabanca dos Melros;
- Manter a segunda Quarta-feira de cada mês como dia de convívio do Bando;
- Não aprovar a proposta de cotização dos Bandalhos para uma excursão de finalistas de (Per)curso, a ter lugar no sul de Espanha.

Perante o anúncio no quadro negro, ficámos convencidos de que iriamos comer bem e barato.




Posta Mirandesa e Vitela à colher foram os pratos fortes que foram servidos depois de boas entradas variadas e antes de fartas sobremesas e livres digestivos.
Zé Ferreira.

********************************************************************************

E foi assim...
Espero ter cumprido minimamente com os objectivos na elaboração desta acta, ou será ata, como ele sempre dizia?!...
Abraços caros Bandalhos.

Ps: O Bateira apareceu no Café Progresso para anunciar que mandou rezar uma missa pela alma do Jorge Portojo, na próxima quarta-feira pelas 19:00 H, na Igreja de Cedofeita. Se puderem apareçam...

segunda-feira, 10 de abril de 2017

P.207 - In Memoriam... Secretário General Portojo

Ausentou-se fisicamente, mas sempre presente e para parte "certa", o
nosso Secretário General Jorge Portojo.
Como líder que era, tomou a dianteira, para fazer a reportagem da sua "vida", a procura dum bom lugar celestial, para um próximo convívio daqueles aonde todos estaremos presentes.






Esta é a acta (ou ata, como ele dizia) que nunca devia ser feita.
Esta é a ata (ou acta, como ele dizia) que mais nos custa fazer.
O Jorge da Silva Teixeira, Jorge Teixeira, ou simplesmente o Portojo, como era conhecido e tratado e ele gostava, camarada, mas acima de tudo um bom amigo, apesar de ás vezes resiliente, mas passava-lhe facilmente, um dos fundadores e impulsionador desde a primeira hora do Bando, deixou-nos fisicamente esta Quinta-feira dia 6, mas a sua presença estará sempre presente.







O seu funeral foi sábado dia 8, na Igreja de Rio Tinto e contou com a presença de muitos amigos, principalmente camaradas que ao longo da sua vida conseguiu agregar através dos numerosos trabalhos de reportagem que fez ao seu amado Porto, e não só, como das suas célebres actas (ou atas?) que eram uma delicia para quem as via e lia.

















A missa do 7º dia é na Quarta-feira, dia 12, coincidência ou não, ele tem destas coisas, dia do Bando, na Igreja de Rio Tinto, pelas 19:00 H. Quem puder estar presente, ele merece...

Em sua homenagem este mês só haverá um encontro na "nossa sede", no Café Progresso a partir das 15:00 H, aonde de seguida partiremos para a missa do 7ª dia.

Até sempre, ou por outra, até já camarada Jorge Portojo...

(*) Fotos António Tavares e outros

quarta-feira, 8 de março de 2017

P.206 - Dia do Sável no Vigário

Usando vários meios de transporte, os Bandalhos foram chegando ao Vigário, à hora marcada.
 Nota-se que há algumas alterações nos terrenos circundantes.
E é bonito ver as nuvens reflectidas nas águas do Douro. 
 Encontro dos compadres de Penafiel, mais o Xico Silva e o Zé Catió.
Dividem-se conversas enquanto fazemos horas para nos atirarmos aos bichos.
bla, bla,bla.
Estar em pé custa um pouco ao Bandalho repórter, o sr. Secretário general. Por isso, fazem-se umas fotos para a reportagem mesmo sentado e é o que der
Por isso, fazem-se umas fotos para a reportagem mesmo sentado e é o que der. O Edu Campos em grande estilo
O Encarnação à procura de belezas que hão-de enfeitar as suas páginas e as de alguns grupos.
Meia família na foto.
 Ricardo e Xico
 Edu Campos a tomar conta da roupa estendida no arame.
 Castro Neves e Peixoto compadre
 Uns de frente e outros de costas
O Senhor Presidente em grande estilo manda arrancar o pessoal
Azeitonas, pataniscas de bacalhau, presunto e salpicão, abrem com fanfarra a refeição.
O Senhor Presidente explica como correu o acto ( ou será ato ? ) eleitoral do dia 30 de Fevereiro (ou foi a 29 ?)
Para o caso não interessa nada, mas o resto fica para depois...
Coube ao Fozense Tavares a partilha do arroz de hortos.
Finalmente uma parte do "Bicho".
Segundo a administração Vigário, foram apresentados 4 bichos com o peso de cerca de 15 Kg.
Dispensámo-nos de divulgar o consumo etílico. E o Sr Presidente este mês não se pode queixar de mau tratamento ao Saco Azul.  
Fernando Silva é o mais novo elemento Bandalho. Encontrou-nos no Facebook e afinal chegamos à conclusão que o Alberto é seu conhecido. Bem vindo camarada.
bla,bla,bla...
De Vila Real vieram o Fernando Súcio e o Moreno. 
Aspectos parciais antes do Bolo
Amigos e Camaradas só no Bando. O Valdemar chegou mesmo em cima da hora.
Eis o Bolo, de camadas com recheio de baunilha e morango. Bem ornamentado.
O Senhor Presidente retomou a explicação do dia das eleições.
E prontos. Até ao ano. Um abraço a todos os camaradas estejam onde estiverem.
A Ortografia utilizada foi aquela que estava mais à mão.