sábado, 13 de fevereiro de 2010

P.29 - Á Procura de... (2)



Tem este blogue por objectivo, entre outros e como já se disse (P.11),
encontrar ex-camaradas que tenham algo em comum.
O máximo factor comum é a GUINÉ, o mínimo a TROPA.

Continuação do referido Post 11:
Estávamos nas vésperas do S. João, Junho de 1967, e quem é
do Porto sabe o que isso significa, espera-se uma noite de folia
bem passada com alho porro e cidreira e muitas "catraias"
á nossa espera.
Pois a nossa sorte foi andar em bolandas das Caldas para Vendas
Novas. A recruta acabou, vinha aí a especialidade, que se lixe a noite,
até íamos para ARTILHARIA!!! Nada de atirador de infantaria, santa
ignorância, esperava-nos a famosa G3, a "penates de botas" a ARTILHAR.

Chegamos de comboio a Sta Apolónia.
A única coisa boa dessa triste noite de que me lembro, foi no trajecto
até ao barco que nos levava ao Barreiro, a luxúriosa visão dum
casalinho todo enroscado no escurinho. A moça com um vestido
branco justo e curtinho, era perfeita, bem torneada.
Os nossos olhos fulminaram-na porque se via a sombra das calcinhas e o soutien, só!...
Não se esqueçam que estávamos em Portugal e em 1967.
O Alferes como era habitual nestas circunstâncias:
- Atenção: olhaaar esquerda!!! claro que era o lado errado.

Novamente de comboio chegamos já noite alta á EPA em Vendas
Novas. No dia seguinte, já tudo era diferente das Caldas, até os
toques, o trato, o rigor e a disciplina, tudo, até parecia outra tropa.
Em Setembro a especialidade com mais ou menos sobressaltos, mas
muito rigorosa, disciplinada e penosa, até no clima, estávamos em
pleno verão alentejano, acabou.
Gozamos uns dias de férias e em 25 do mesmo mês apresentamo-nos
em Espinho no GACA 3 já uns senhores, éramos Cabos Milicianos.

Esta foto é o meu pelotão na EPA comandado pelo Aspirante Miranda, coadjuvado pelo Cabo Miliciano Diogo, no fim de curso. Nos Instruendos reconheço: Figueiredo, Antunes, Faria, Alentejano (?), Fiuza, Janeca (?), Vale, Fernando Almeida, Abrantes, Carvalheira, António Almeida, Vilar (Goa? falecido), Torres e Peixoto. Os outros não me recordo dos nomes mas, lembro-me perfeitamente deles.
Eu, logicamente também lá estou metido, á direita do Aspirante.

Se alguém está no meio desta "cambada", (ou não) e quer dar um ar da sua graça, é só APARECER no
CAFÉ PROGRESSO na SEGUNDA QUARTA-FEIRA DE CADA MÊS.

APAREÇAM seus mancebos (agora promovidos) d'um raio.
Esperamos por vós.

continua...

23 comentários:

  1. Se não aparecerem, pelo menos escrevam. Aos camaradas que nao sejam desta nossa guerra, passem a mensagem. Quem sabe se ainda não iremos formar uma nova companhia...

    ResponderEliminar
  2. Em vez de uma companhia porque é que não se forma a BRIGADA DA GOTA, que sempre dá ideia de ser uma coisa mais maneirinha e já não precisamos de esperar tanto.
    Um grande abraço para todos

    ResponderEliminar
  3. Então não eram bandos, que estavam atrás do arame farpado segundo o outro, bando por bando antes o BANDO que já está a ser formado.
    O que é preciso é aparecerem, carago...

    ResponderEliminar
  4. Só sabem falar em "BANDOS" ?!?!?!?
    Ainda se julgam "pardalitos"??????
    Vão mas é trabalhar.....Bando de malamdros.

    ResponderEliminar
  5. até pena de pertencer ao grupo

    ResponderEliminar
  6. Quem és tu ó anónimo?
    Não tens cara?
    Ou tens medo que o BANDO te dê umas bicadas, ó "pardaloca"?

    ResponderEliminar
  7. uma boa pardaloca querias tu onde não diga, porque sou bem educado. Tenho cara e bem mais parecida que a tua, que não és parecido com ninguem. Quanto ao dares umas bicadas........
    marca encontro que não metes medo

    ResponderEliminar
  8. Parabens!!!!??..... porquê??????
    por não ter medo????
    Nem sabes se tenho ou não.
    Bem mas olha já estou cheio de ler as vossas
    bazófias. .Vou deixar de ver este blog.
    É só rôtos...cada qual o mais horroroso

    ResponderEliminar
  9. Caro Teixeira

    O que é que a gente vai fazer aos anónimos?
    O sacana no P.29 está armado em parvo.
    Não se pode eliminar as mensagens?

    Um abraço
    cumprim/jteix

    ResponderEliminar
  10. Caro Teixeira
    Como palavras de burro não chegam aos ceus, deixa andar.
    Lá porque o anónimo tem um 4º andar virado para Gondomar, a gente leva-o ao Abreu e quem paga é ele.

    ResponderEliminar
  11. Á PROCURA DE…

    Não obstante todo o respeito que os efectivos do “Bando do Café Progresso” me possam merecer, nomeadamente, pelo facto de ter compartilhado com alguns das mesmas Unidades Militares, primeiro no Regimento de Infantaria 5 – Caldas da Rainha (de 10 de Abril a 23 de Junho.1967), e posteriormente na Escola Prática de Artilharia – Vendas Novas (de 24 de Junho a 9 de Setembro.1967), não posso deixar de dizer, e naquilo que directamente me diz respeito, que fiquei contente ao ler o conteúdo do blogue, porém, com alguma nostalgia à mistura, assim como, fiquei perplexo aquando da visualização das várias fotos expostas, por constatar do aspecto de cansaço generalizado do “Bando”, e, isto, comparativamente com as imagens que guardo na memória daqueles jovens soldados, nos quais me faço incluir, que então e face à sua nova condição militar se transformaram em responsáveis condutores de homens, irreverentes mas generosos, e ousados combatentes do Ultramar. Eram à época O ORGULHO DE PORTUGAL.

    Mais quero referir que, até ao momento em que acedi ao Blogue, cujo (s) autor (es) merece (m) as minhas congratulações, sempre cogitara ver, apesar dos (44) anos decorridos sobre a passagem á “peluda”, que os Operacionais do "Bando” se mantinham ainda capazes de dar o seu contributo à Pátria, quando esta estivesse em perigo, como que acontece nos tempos que correm, e a exemplo do passado recente em África. Mas pelos vistos estava equivocado, daí, que conclua ter criado ao longo dos anos falsas expectativas, (talvez porque não me olhe ao espelho e porque velhos são os outros), e que terei de aceitar o contrário como uma realidade transversal a todos os ex-militares do Ultramar Português. Ou será que não?

    Mas falemos de coisas mais terrenas, ou seja, há momentos em que fico com dúvidas, e por isso mesmo me questiono, se o “Bando” não andará a enganar o “pagode”, porquanto, por detrás da aparência de “cotas” poderá, e muito bem, estar latente o instinto de lutadores ferozes! De faca e garfo! E debaixo de uma parreira! Sejamos claros…

    Espero um dia destes poder estar com o "Bando", que deverá estar perfilado à direita e à entrada do Café Progresso, para a cada um lhe apertar os ossos, ou as gorduras, e dar também duas de “treta”.

    Abaixo três fotos da “Cerimónia de Encerramento dos Cursos de Oficiais e Sargentos Milicianos “, concretamente, da Imposição das divisas de Cabo Mil. a militares do C.S.M., do 2.º Turno de 1967,

    Com as saudações e um abraço para o “Bando” do ex- infante e artilheiro de G3.

    Mateus de Sousa



    1


    2


    3


    13.AGO.2014

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    2. Caro Mateus, as fotos não vieram porque o blogue não permite. Mas coloca-as no Face em https://www.facebook.com/groups/bando.do.cafe.progresso/ e serão bem recebidas.
      Pessoalmente, eu Jorge Teixeira, não me lembro da tua cara. Mas podes ter a certeza que o nosso querido Presidente Jorge Teixeira vai arrecadar-ta da mala que tem guardada no sotão. Um abraço

      Eliminar
  12. Normalmente o que acontece nestes casos é andarem a pesquisar na net à procura de alguma coisa que lhes diga respeito, ficarem muito admirados e satisfeitos por encontrar alguma coisa, deixar um comentário, mas não deixam qualquer contacto e nunca mais lá vão ver se têm resposta. Esperemos que não seja este o caso, oxalá.

    De facto na lista do nosso curso do CSM existe lá um Mateus Sousa, que forçosamente tem que ser este nosso camarada.
    Pena ele não ter dado mais pormenores, como o seu pelotão ou o seu cmdt, o Aspirante, mas mais pena ainda, o que fez depois da EPA.
    Pergunto: foste para a Guiné no Uíge a 11 de Agosto de 1968? Em que companhia?
    Pelas minhas contas, a ser, só pode ser a CART 2413 ou a 14, já que a minha era a 12 e não ias lá de certeza absoluta; a 10 era a do Peixoto, do Quintino e do Guerreiro, também não fazias parte; a 2411 do Bioxene Fernando Almeida , também não me parece, por isso e a seres ex-combatente só podia ser na 2413 do Serrão e do Soares, ou na 14 do falecido Canhão; ou então aconteceu-te como ao Secretário General do Bando, o Portojo, o outro Jorge Teixeira, pertenceres a um Pel Can s/ Recuo.

    Diz alguma coisa e já agora conta a tua "vidinha" militar.
    Pelo teu comentário dá a ideia que és do Porto ou do Norte, é verdade? Se é, foi pena ontem, dia 13, foi dia do Bando no Progresso. Já tinhas tido oportunidade de nos apertar os ossos, a gordura não, porque somos todos elegantes. O próximo, é no dia 10 de Setembro. Aparece. Entretanto manda-nos as tais fotos, que não chegaram cá, para este mail:
    bandoportuense@gmail.com
    Um abraço e ficamos à espera de notícias.
    cumprim/jteix

    ResponderEliminar
  13. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  14. Á PROCURA DE…

    “BANDO DO CAFÉ PROGRESSO”

    Nesta data, e enquanto alomoçava ía ouvindo o noticiário do Primeiro Jornal da SIC, até que a certa altura escuto uma notícia, paga? certamente pelo(s) interessado(s), sobre o lançamento da biografia da Srª Dolores Aveiro, com o título “MÃE CORAGEM”

    Esta publicidade? fez com que recuasse no tempo, por me ter feito recordar algo que lera em “Cartas do Leitor”, no jornal Destak, de 22 de Julho de 2014, e sobre o mesmo assunto, ou seja, um comentário/ opinião de um leitor, que subscrevo por inteiro, e que muito diz à grande maioria dos Portugueses, particularmente aos Veteranos de Guerra do Ultramar Português, e por essa mesma razão, sugiro ao Bando a sua leitura.

    Já agora, quero saudar o regresso do Bando à banca, sim a banca… mas à das notícias; Cumprimentar todos os seus tropas; E que o Jorge “Portojo”, essa alma de poeta, (porque fotografia pode ser também poesia), esteja melhor de saúde, se tiver sido esse o caso para o seu impedimento temporário, e espero que tenha aproveitado a oportunidade para, face às circunstâncias, ter lido o livro ou ter visto o fabuloso filme “O CAÇADOR”.

    Para finalizar, quero dizer ao Jorge Teixeira, que Presidente que se preze, mesmo que doente ou gravemento ferido em combate, não pode deixar de cumprir com as formalidades a que o cargo obriga, e digo isto porque não obtive qualquer comentário sobre o correio que remeti ao Bando do Café Progresso, através do “Bandoportuense”, no passado dia 03.SET.014, via Marconi.

    Com um abraço para o Bando e que o mesmo não se esqueça de vacinar-se contra…

    M. Sousa

    2014.10.19

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Mateus, deves ver bem pois o teu comentário foi respondido. E pedimos que nos confirmasses quem eras pois a rapaziada sofre toda de alzeimar.
      Por isso, continua aqui o pedido para a tua identificação. Quero dizer, só quem foste na EPA e se eras do nosso curso. É que segundo o Presidente lá não aparece nenhum Mateus.
      Um abraço

      Eliminar
    2. O "homem" tem razão Portojo.
      Ele mandou um mail, conforme lhe pedi, para o gmail do Bando em 3 de Setembro, só que, como é raro ir lá ver, passou despercebido.
      Vou publicá-lo aqui, para conhecimento, depois de lhe dar uma resposta.
      Caro Teixeira, quanto à identificação dele, dizes que eu digo que não aparece lá nenhum Mateus, digo precisamente o contrário, está lá um Mateus Sousa que é ele e que confirma nesse mail que enviou juntamente com as ditas fotos, vai lá ver.
      Um abraço e... até já

      Eliminar
  15. Pois então publica, Presidente. E já agora as minhas desculpas bandalhas.

    ResponderEliminar
  16. Mail enviado pelo Mateus Sousa para o Gmail do Bando e que só agora tivemos conhecimento, as nossas desculpas:

    Resposta ao blogue do “Bando do Café Progresso” - jteix de14.08.014
    Caros amigos, companheiros e camaradas de armas.
    - Em primeiro lugar, e quebrando todas as regras, quero desejar um bom dia ao “Bando do Café Progresso”,
    - De seguida agradecer a atenção do Jorge Teixeira, concretamente, aquele que por voto secreto foi eleito pelos tropas para o difícil, honroso e alto cargo de Secretário General do Bando, e que é também conhecido pelo nome de guerra de “Jorge Portojo”, pelo simples facto de ter dado, em tempo oportuno, resposta à minha comunicação/ apresentação ao Bando do Café Progresso, de 13 de Agosto p.º p.º, a horas em que deveria estar já a descançar das incontáveis batalhas que tem travado e que lhe tem sido impostas ao longo da vida. Perante este quadro, devo de confessar que me passou pela mente da possibilidade de o Jorge Portojo estar de serviço como Sargento de Dia ao Blogue.
    - Por último, e apenas com a finalidade em satisfazer a curiosidade do Sr. Presidente Jorge Teixeira, (não a de um de qualquer Silva, Soares ou Sousa), passo a referir o seguinte:
    > - Que na verdade, e acidentalmente, encontrei o blogue do Bando do Café Progresso quando pesquisava eventuais referências sobre a biografia da Unidade Militar onde prestei serviço na então África Colonial Portuguesa;
    > - Que de facto sou natural do Concelho do Porto, mas não residente, e ser simpatizante do F.C.P.;
    > - Que fiz parte do 3.º Grupo de instruendos, de que era responsável o Aspirante a Oficial Miliciano A. S. Pinto.
    » - Quanto a minha “vidinha militar”, e antes de discorrer sobre ela, quero avivar a memória de alguns sobre a passagem pela E.P.A. de um Capitão Comando, já quase no final do Curso, bem como sobre os objectivos que o levaram lá. Pois é meu caro e nobre Presidente… Fui apanhado;
    > - E por isso mesmo, em finais de Setembro de 1967, lá marchei em passo de corrida para o RAL 1, a fim de fazer parte da xx.ª C.C., na qual estive integrado até meados de Janeiro de 1968;
    > - Entretanto, em princípios de Dezembro de 1967, embarcara já no n/m Vera Cruz com destino à R. M. de Angola, onde desembarquei oito dias depois no porto da cidade fundada por Paulo Dias de Novais.
    > - Não obstante ser um militar empenhado e um gajo porreiro, o C.I.C. entendeu por bem pôr-me a andar, e de acordo com a comunicação verbal que me foi feita, “por não possuir espírito Comando”, e assim sendo, enfiaram-me nas unhas uma guia de marcha com destino ao Batalhão de Caçadores n.º 12, sediado na Provínicia do Uíge, no Norte de Angola, unidade onde fui operacional pelo período de vinte e cinco meses, ou seja, de meados de Janeiro de 1968 a inícios de Março de 1970, altura em que a bordo do n/m Pátria regressei à Metrópole e, mais importante, à “peluda”.
    - E para finalizar (finalmente!...) junto cópias das tais três fotos do final do Curso da E.P.A. e ainda de duas outras tiradas no decurso da viagem de regresso a este pobre país onde vivo, que constitui o anexo 1, e nas quais poderão ser reconhecidos três marmanjos que fizeram parte do 2.º e 3.º Grupo(s), concretamente, os n.º(s) 38 , 49 e 75 da listagem de que junto cópia e que constitui o anexo 2.
    - Já agora meu caro Jorge Teixeira, não só para informação pessoal mas também para terceiros eventualmente interessados na informação, penso que seria de todo importante publicitar no blogue as horas a que, habitualmente, o Bando se reúne no Café Progresso, local onde são planeados os assaltos e golpes de mão, (neste último caso, eu diria golpes de faca e garfo como é uso e costume do bando), efectuados aos aquartelamentos do IN, particularmente, a restaurantes, tascas e tasquinhas, estas últimas, de preferência, nas festas religiosas e pagãs, romarias e eventos gastronómicas, como por exemplo, o realizada bem recentemente na Alfândega do Porto.
    Com um abraço e as minhas saudações para o “Bando do Café Progresso”.
    Mateus de Sousa
    03 de Setembro de 2014

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ...e a minha resposta hoje por mail também:

      Caro Mateus Sousa
      Antes de mais as minhas desculpas por só agora te responder, faço-o no meu mail pessoal por uma razão e relacionado também com as desculpas, ou seja, ser mais fácil e directo o contacto.
      Quando te pedi para mandar as fotos pelo e.mail do Bando, estava à espera de no meu, ser informado, mas o sistema não me informou, daí só ter sido alertado agora pelo teu comentário no blogue.
      Mas vamos ao que interessa.
      "A tua cara não me é estranha", lá dizia o outro, não se pode dizer que sejas das minhas relações mais chegadas, até porque fomos, segundo vejo na lista, de pelotões diferentes. Eu era o 90 segundo a mesma lista (Fernando Teixeira, mas sou conhecido por Jorge Teixeira como o "outro", o Portojo) e do 4º G, do Aspirante Miranda e tu do 3º.
      Será das Caldas, eu era da 5ª Comp 2º Pelotão do Alferes Ferreira e tu?
      No entanto no teu grupo lembro-me ou conheço alguns:
      - Lino Santos, (não sei que é feito dele, é cá do Porto, tem foto no blogue),
      - Joaquim Gomes (acho que é o Paio Pires, há fotos dele no blogue),
      - João Santos (está no blogue),
      - Damião Gato (é da minha companhia)
      - Américo Lourenço (é da minha companhia)
      - Martinho Gonçalves (esteve connosco no GACA 3, é de Braga, não sei o que é feito dele)
      - Domingos Feliciano (é da minha companhia)
      - Joaquim Vilar (o Goa, já faleceu, diz na lista que era do teu grupo, mas era do meu, o 4º, está na foto do blogue aonde fazes o comentário),
      - e o José Carvalheiro ( era da 2413, este comigo no RAP2).
      Com os da minha companhia, juntamos-nos regularmente (vê o blogue http://guinecart2412.blogspot.pt/ - "GUINÉ 68-70 CART 2412").
      Tínhamos a ideia, que todos os instruendos do nosso curso foram para a Guiné, mas fiquei agora a saber que nem todos. Os CC da lista também foram para Angola?
      Fomos 5 companhias no Uíge para a Guiné, em Agosto de 68 e os Furrieis e os Alferes eram do nosso curso.
      Mas chega de conversa fiada senão quando fores ao Café Progresso já não há mais paleio.
      Estamos lá, conforme diz no blogue não sei onde, à segunda quarta-feira do mês a partir das 13:00 Horas. O próximo é no dia 12 de Novembro. Aparece e... se levares castanhas, a gente gosta e já agora uma/s garrafinha vinho/a a calhar.
      Além do blogue, também temos uma página no facebook, conforme disse o Portojo,
      https://www.facebook.com/groups/bando.do.cafe.progresso/
      mas já vi que não tens e todo o Bandalho que se preze tem facebook e tu estás apresentado por natureza, por isso...
      Um abraço e... até lá.
      cumprim/jteix.

      Eliminar