sexta-feira, 28 de outubro de 2016

P.197 - O Bando na Tabanca de Matosinhos e... um certo livro.

Esteve presente na Tabanca de Matosinhos, uma representação do Bando, na apresentação do livro "Memórias Boas da Minha Guerra", do Bom Bandalho Zé Ferreira, também conhecido por Zé Catió.
Dada a fraca qualidade do repórter pres(id)ente, (por acaso, eu...) e como o Repórter Chefe Portojo ausente, também Secretário General, não esteve presente por impossibilidade pessoal, mesmo assim, aqui vão algumas fotos, também elas de fraca qualidade.
À falta de melhor e repórteres não faltaram, foi o que se pôde arranjar.




O Zé Teixeira dando inicio aos "trabalhos", não se coibiu de usurpar o famoso chapéu...




O Zé Ferreira com o Francisco Baptista que apresentou a "rica obra"...








O Dionísio, um dos protagonistas duma das estória a contar a sua versão na primeira pessoa.



A assistência nesta altura ainda desperta para a coisa, a "suportar" num silêncio ruidoso, o discurso dos intervenientes.



Dois Teixeira's, dois Bandalhos e dois velhos amigos da zona do Infante...




Sessão de autógrafos...
Um livro de borla de calidade dubidosa na compra duma garrafinha de Binho do Puerto, carago... e du boue!...




Terminou a sessão com o Zé Ferreira a dar cabo do seu bolo (como diria o outro, ele é mais livros) e o repórter fotográfico de ocasião, a mostrar os seus dotes daquilo que não devia acontecer, mas prontos, cada um é pró que nasce (e eu, é mais bolos).
Um abraço especial ao Zé Ferreira, com votos de bom sucesso e por nos contar, desculpa a alteração... "Histórias Boas da Nossa Guerra".
cumprim/jteix


sábado, 15 de outubro de 2016

196 - Apresentação das "Memórias Boas da Minha Guerra"

Recebeu o Bando honroso convite para a apresentação do livro Memórias Boas da Minha Guerra de José Ferreira da Silva, mais conhecido no meio dos camaradas como Zé Catió.
O local foi o Salão Nobre do Quartel da Serra do Pilar, unidade de onde o José Ferreira partiu para a Guiné em 1967 e a ela regressou em 1969. Na altura chamava-se RAP2.
Passámos a Porta d'Armas e fomos aguardando os convidados.

Camaradas e amigos de muitos convívios deslocaram-se de vários pontos do País. À direita, o Dionísio de Gondomar, protagonista de uma das mais belas histórias referidas no livro.
O Salão Nobre vai-se enchendo com os camaradas, amigos e família do Zé.


Palavras breves do José Ferreira para nos referir que problemas de última hora não permitiram a presença do Sr. Dr. Alberto Branquinho, comandante de um dos pelotões da sua companhia e que deveria fazer a apresentação do livro.
E também dar-nos a conhecer as individualidades presentes na Mesa sendo da esquerda para a direita:
Sr. Edgar Maia, representante da Chiado Editora; Sr. Coronel Rui Pinheiro, em representação da Unidade Militar; Sr. General Manuel Azevedo Maia, comandante da CART.1689 até à data do seu ferimento e evacuação para a Metrópole; Sr. Carlos Vinhal, editor do Blogue Luís Graça & Camaradas da Guiné e representante do https://blogueforanadaevaotres.blogspot.pt/ onde as várias histórias do Livro foram publicadas em primeira mão.

Início da sessão

O Sr. Coronel Rui Pinheiro dá as boas-vindas em nome da Unidade Militar, bem conhecida de muitos de nós dos anos 60 e 70 do século passado.
O Camarada Carlos Vinhal no uso da palavra.


O Sr. General Manuel Azevedo Maia e o José Ferreira
O Senhor General Azevedo Maia no seu discurso apontou acima de tudo as grandes virtudes humanistas do José Ferreira.
Finalmente, coube ao Sr. Presidente do Bando do Café Progresso Fernando Jorge Teixeira, do alto da tribuna, dedicar breves palavras de simpatia e amizade que nos ligam ao camarada Zé Catió.
O Sr. Presidente durante o breve discurso.
Seguiu-se um Porto de Honra com que o José Ferreira quis brindar todos os presentes contabilizados em mais de uma centena.
A simpatia do autor de Memórias Boas da Minha Guerra levou-o a oferecer juntamente com o livro, um Porto Reserva edição especial para o momento.
 
Terminada a cerimónia, alguns de nós fomos recordar num jantar simples, velhos tempos do Bando que terminavam na Churrasqueira das Antas.


Homenagem do nosso Presidente Teixeira ao José Ferreira. Cansado mas feliz.
A Capa do livro

quinta-feira, 13 de outubro de 2016

P.195 - Os Bandalhos na sede em dia do Bando.

Como os "problemas técnicos" do nosso Secretário General Portojo, que também exerce as funções de Redactor Chefe, ainda não estão completamente resolvidos e devido à sua ausência, a presidência na pessoa do seu Presidente, vê-se na obrigação de elaborar a presente acta, contrariado com o ato da acta.




Assim e "actando", isto foi o que aconteceu!... A foto documenta sem mais delongas, porque a discussão foi sobre tudo e sobre nada.
Podia lá ser de outra maneira?!...
Mais fotos?... podia... mas não era a mesma coisa, o repórter não estava lá!...





Claro que também se falou da apresentação do livro do Zé Ferreira, na próxima sexta-feira dia 14, conforme anteriormente publicitado.
Façam a inscrição clicando aqui e apareçam.

https://www.facebook.com/events/572109366307479/ 
https://goo.gl/forms/CRmU1tMBk7esWDF12 , 

Um abraço a todos
cumprim/jteix

sexta-feira, 7 de outubro de 2016

194 - Apresentação das Memórias Boas da Minha Guerra

O nosso camarada José Ferreira da Silva, mais conhecido entre os Bandalhos e afins como Zé Catió, ex-combatente na Guiné de 1967-1969 pela CART 1689 - BART 1913, convidou o Bando para estar presente na cerimónia da apresentação do seu livro Memórias Boas da Minha Guerra.
A apresentação terá lugar no Quartel da Serra do Pilar, pelas 16h30 m. do dia 14 próximo.
Para facilitar a vida à Porta de Armas, deve ser feita uma inscrição por participante em https://goo.gl/forms/CRmU1tMBk7esWDF12 
 Quem utilizar transporte próprio deve indicar a matrícula para aceder ao parque de estacionamento.
O Bando do Café Progresso, associa-se a esta iniciativa do nosso Camarada Zé Ferreira Catió, exímio contador de histórias sem guerras  na guerra.
Conhecendo o espírito do Zé Ferreira, cheira-nos que o livro é apenas o chamariz. Sexta-feira, dia 14, logo saberemos.
Apareçam

domingo, 2 de outubro de 2016

P.193 - O "Cmdt Capitão Oliveira" e os "instruendos" Diniz e Chaves num encontro... talvez provável.

Há dias recebemos, via facebook, estas duas fotos com este texto do nosso camarada José Diniz Faro, que aqui transcrevemos.

Aqueles que passam por nós, não vão sós.
Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós.
(Antoine de Saint-Exupéry)
Reencontro de instruendos com o Cmdt do Grupo de Instrução, o agora Tenente-General Júlio Faria de Oliveira. Escola Prática de Artilharia, passados 49 anos.








Caro Presidente,
Eis o registo do encontro com o agora Ten. General Júlio Faria de Oliveira, ontem. Falei dos Bandalhos que passaram por Vendas Novas. O outro camarada é o José António Chaves. Caso queiras, podes publicar na página do Bando. Saudações do General para todos os camaradas. Abraço.

...e a minha resposta:
O "nosso" Cap Oliveira, Cmdt do Grupo de Instrução no 2º Turno 67...
O José António Chaves, julgo que não seja do nosso curso.
Obrigado amigo Diniz por dares a conhecer, por esses lados, o nosso Bando. Provavelmente está na hora de pensares em criar o "Núcleo do Bando no Sul". O Jorge Portojo já se encarregou de fazer a referência na página e no blogue já lhe tinha feito uma homenagem. Vai o link. Se calhar o "Capitão" nem sabe, foi pena. Um abraço amigo Diniz e cumprimentos ao Ten General e ao Chaves.
http://bando-do-cafe-progresso.blogspot.pt/2014/10/o-nosso-capitao-oliveira.html

Diniz Souza E Faro disse: A partir de ontem ele tem conhecimento da existência do bando por outra via darei o contacto do Ten General. Abraço.

Posteriormente o Diniz enviou esta mensagem privada que transcrevo, omiti os contactos do Sr. General para não se tornarem públicos.



Com votos de um bom dia, partilho a mensagem enviada ao nosso Secretário-General: Caro General,
Foi com imensa honra e muito prazer que tivemos de o rever passados 49 anos. Agradeço a vossa amabilidade e simpatia em facultar o encontro, um grande bem haja.
Bando do Café Progresso:
Este grupo é composto por ex-combatentes que fizeram a recruta no RI 5 (C.Raínha), Especialidade na E.P.A. sob o vosso comando e foram mobilizados para a Guiné de 1968 a 1970. Como pode verificar, clicando no link há uma homenagem ao nosso Capitão Oliveira.
https://www.facebook.com/groups/bando.do.cafe.progresso/?fref=ts Solicito o favor de me autorizar a divulgação do vosso Mail, ao grupo para futuras, divulgações. Grato pela atenção dispensada. Saudações, J.D.Faro
Resposta do nosso Capitão:
Caro Sousa e Faro Obrigado por me ter proporcionado recordações de há ,pelo menos,45 anos!!! Terei muito gosto em conviver convosco quando e se acharem oportuno. Com um abraço amigo do antigo "capitão" Oliveira.
No dia terça-feira, 27 de setembro de 2016 Caro Jorge com votos de rápidas melhoras, transcrevo a troca de Mail's entre mim e o General. Entretanto o nosso Capitão Branco está bem vivo felizmente. Os contacto do T/Gen. Oliveira:_ _ _ _ _ _ _ _Abraço. Espero ter sido claro. Abraço.

Esta é a história de um encontro feliz, que espero um dia seja extensivo e alargado. Já agora e porque não, também com o "Capitão Branco" que dizia mais aos do CSM. Do COM era o "Capitão Rei", que parece já morreu. Ainda há os Cmdt´s de pelotão e seus adjuntos de quem nunca se falou e era interessante. Visa este blogue a procura e o encontro de camaradas do 2º Turno de 67, sejam eles quais forem. Obrigado a quem o divulga na esperança de aparecer sempre mais um.
Um abraço a todos.
cumprim/jteix